Ramadã: Dubai emite instruções especiais para fiéis em meio à pandemia

Imagem representativa de um homem levantando as mãos para fazer uma oração. Foto: Arquivo

  • As mesquitas estarão abertas desde o tempo de Azan até a realização das orações obrigatórias.
  • As mesquitas serão fechadas imediatamente após as orações obrigatórias e uma segunda congregação será proibida nas mesquitas.
  • A distribuição de alimentos e máscaras nas mesquitas será proibida.

DUBAI: Antes do mês sagrado do Ramadã, o governo de Dubai emitiu algumas instruções especiais para os residentes da cidade em termos de orações regulares e Taraweeh, Geo Urdu relatado quinta-feira.





De acordo com as diretrizes, assim como outras orações, os cidadãos terão permissão para oferecer orações Isha e Taraweeh nas mesquitas também durante o mês do Ramadã. No entanto, será obrigatório o uso de máscaras e a manutenção da distância social de acordo com os protocolos COVID-19 do país.

Itens relacionados

As diretrizes também afirmam que aqueles que entram nas mesquitas para oferecer orações devem carregar seus próprios tapetes de oração, embora não tenham permissão para apertar a mão de ninguém ou violar qualquer outro protocolo de distância social. Ao mesmo tempo, será necessário que os adoradores ofereçam suas orações em locais fixos.



Autoridades de Dubai dizem que saúde e segurança públicas são prioridades do governo e que as mesquitas serão regularmente higienizadas durante o Ramadã.

Instruções:

  • As mesquitas estarão abertas desde o tempo de Azan até a realização das orações obrigatórias.
  • O tempo máximo para as orações de Isha e Taraweeh será de 30 minutos e a congregação de Isha permanecerá de pé por cinco minutos após a chamada para a oração.
  • As mesquitas serão fechadas imediatamente após as orações obrigatórias e uma segunda congregação será proibida nas mesquitas.
  • A distribuição de alimentos e máscaras nas mesquitas será proibida.
  • Pessoas com doenças crônicas ou com sistema imunológico enfraquecido terão que evitar ir a mesquitas e lugares lotados.
  • O governo disse em um comunicado que realizará verificações rigorosas para garantir o cumprimento das diretrizes e imporá multas às violações.
Recomendado