Ellen Page se sentiu ‘violada’ quando trabalhou para a Marvel aos 16 anos

Ganhar um papel com o Marvel Studio pode parecer uma grande façanha, mas o que acontece a portas fechadas para alguns é terrível, para dizer o mínimo.

A estrela de Hollywood Ellen Page relembrou sua experiência de trabalhar com a Marvel quando ela ensaiou o papel de Kitty Pryde em X-Men , o que foi uma grande chance para ela, considerando que ela tinha apenas um punhado de filmes em seu crédito em 2006.





No entanto, sua experiência nos sets com o diretor Brett Ratner tornou as coisas sombrias quando ela se lembrou de ter sido assediada sexualmente por ele.

De acordo com Screen Rant, a atriz havia dito em sua página do Facebook anteriormente como Ratner sugeriu que ela ficasse com uma colega co-estrela para revelar sua orientação sexual.



Eu era um jovem adulto que ainda não se revelara sozinho. Eu sabia que era gay, mas não sabia, por assim dizer. Eu me senti violado quando isso aconteceu. Eu olhei para os meus pés, não disse uma palavra e vi como ninguém mais fez, ela disse em suas redes sociais.

Sua co-estrela Anna Paquin também a defendeu dizendo: Se você não consegue pensar na razão óbvia de eu ter permanecido em silêncio, então talvez você tenha esquecido que estive nesta indústria de higiene de vítimas desde antes de atingir a puberdade.

Além de Page, seis outras pessoas, incluindo Oliva Munn, também denunciaram Ratner de assédio sexual, após o que laços com ele foram cortados pela Warner Bros.

Recomendado